Música da semana

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Voltei!

Oi gente!!
Caramba!! quase um ano que não apareço por aqui... tava com saudades!

Esse blog foi criado num momento muito especial da minha vida. Numa sessão de terapia falei pra terapeuta que eu gostava de escrever e quando eu escrevia conseguia exteriorizar algumas coisas, dai ela me disse: Então porque você não escreve?
Já tinha tido um blog pessoal há muito tempo atrás e lembro que eu adorava, então resolvi juntar as duas coisas que eu gostava!
Fiz um ano de terapia e nesse processo escrevia muito, algumas coisas publiquei aqui, outras ficaram no papel... ganhei alta e estou bem agora!!
Já me perguntaram porque o blog tem esse nome. Bom, porque foi uma época que eu tava fazendo uma faxina interna, tirando o pó, levantando a poeira pra colocar as coisas no lugar... e muitas vezes depois de fazer isso não é necessário falar nada, apenas dar boa noite que no outro dia as coisas se ajeitam...
Não queria falar de coisas abertamente então eu escrevia rimas, versos e poesias, não auto biográficas, mas que com certeza falam muito de mim...
Daquela época pra cá muita coisa mudou, com certeza não sou mais a mesma, mas isso é assunto pra outro post... agora só vim falar um oi e dizer que estou com muitas saudades dos amigos que fiz aqui!! 
Vou ficando por aqui mas volto em breve.. bjooo

terça-feira, 29 de maio de 2012


Deus me mandou um presente, me mandou um amiguinho
Tão fofinho e tão manhoso, se chamava Eduzinho
Me acordava de manha eu tinha que levantar
Pois se eu ficasse preguiçosa em cima de mim começava a andar
Foram apenas seis meses, nunca vi um amor assim
Mas Deus levou meu anjinho , foi brincar longe de mim
Ele era anãozinho e ficou ceguinho também
E eu andava pra baixo e pra cima pra cuidar do meu neném
O pior dia da minha vida foi quando eu tive de autorizar
Que o colocassem pra dormir pra sua dor aliviar...
Mas antes disso eu despedi do meu querido Eduzinho
Eu disse a mamãe te ama e será sempre meu amorzinho...
Obrigada pela alegria que trouxe pra minha vida
Dei um beijo e ronronou essa foi a nossa despedida
Nunca vou esquecer das brincadeiras no arranhador
Pulava, rodava, ronronava ele era mesmo um amor
A saudade tá apertando e com você me pego sonhando
No meu coração está guardado estarei pra sempre te amando...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Sem inspiração...



Hoje eu não to inpirada
Não sei sobre o que escrever
Meu estomago ta roncando,
Acho que vou ali comer

Pensei escrever sobre a lua
Sobre o sol, sobre eu ser sua
Não saiu nem a primeira frase
Hoje eu queria usar crase

Eu pensei, pensei e pensei
Mas nenhuma rima encontrei
Amanhã novamente eu tento
Talvez uma boa história eu invento.

Sabrina Mendes

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Eu que...


Eu que tive você
Eu que amo você
Eu que um dia perdi
O lindo amor que vivi

Eu que te fiz chorar
Eu que te fiz sorrir
Eu que pelo seu olhar
Descobria o que era amar

Eu que já menti
Eu que te esqueci
Eu que não te ouvi
Eu juro não te iludi

Eu que dancei com você
Eu que te beijei
Eu que te abracei
E por você me encantei

Eu que brincava com você
Eu que já te fiz sofrer
Eu que perdi você
E agora não sei mais viver...

Sabrina Mendes

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Você...



Eu andei sem rumo, querendo tudo
Foi quando te achei e percebi o mundo
O que eu mais procurava estava ali na minha frente
Meu presente dos céus me fazendo contente

Eu encontrei tudo que eu procurava
E tudo que eu mais sonhava
Encontrei meu porto seguro
Quem me tirou do escuro

No inverno me aqueceu
Na primavera meu coração floresceu
No outono me protegeu da ventania
E no verão me trouxe calor e alegria

E cuida de mim
É um amor sem fim
E me traz paz
E por mim tudo faz

O seu olhar se cruzou com o meu
Foi quando me apaixonei pelos olhos seus
Você que surgiu tão sozinho e tão triste
E me mostrou o amor mais lindo que existe.

Sabrina Mendes

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Ele-Ela



Ela tirou todas as roupas do armário
E nenhuma a deixou satisfeita
Ele fez a barba olhando no espelho
Vestiu-se e estava tudo perfeito

Ele pisa na bola e quer uma chance
Ela só quer um bom vinho e um pouco de romance
Ele quer jogar futebol e jogar vídeo game
Ela pra ficar bonita se lambuza de creme

Ela liga o dia inteiro pra saber do seu bem
E ele só pensa nas contas do final do mês
Ela fica a sonhar e quer viajar
Ele embarca no sonho e decide ver o mar

Ela briga e começa a chorar
Ele briga e começa a resmungar
Ela se fecha e logo vai se deitar
Ele quieto, fica no sofá a pensar

Ela fala mil vezes que o ama
Ele com seu jeito demonstra
Ela faz charminho e pede um abraço
Ele não resiste e se perde em seus braços

Ela é toda emoção e ele age pela razão
Ela não vive sem ele e sem ela ele não pode viver
Juntos caminham na mesma direção
E amor é o que sentem no coração

Sabrina Mendes

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Santo



Hoje é feriado
Dia de algum santo
Daqueles que usam manto
E acabam com o pranto

Todos adoram feriado,
Não pelo dia santo
Mas porque vão viajar
E ninguém vai trabalhar

Ninguém lembra do santo
No tal dia do santo
Mas quando vem o aperto
Todos lembram do são santo

Tem tanta nossa senhora
Tem santo pra tudo também
Não importa se é feriado
Rezar pro santo faz muito bem

Se perder alguma coisa
Reze pro santo e de uns pulinhos
Se ta chovendo demais peça pro santo
Mandar só uns pinguinhos

Não importa para qual santo
Devoto decidir ser
acredite e reze com o coração
que por você ele irá interceder.

Sabrina Mendes

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Mariana



Mariana era menina quando descobriu o amor
Com doçura e muito encanto no seu coração ele entrou
Na escola se conheceram e um beijo foi roubado
A partir daquele instante o coração bateu acelerado

Trocavam cartas todos os dias, aumentava a vontade de se ver
Ficarem juntos era o que queriam, começaram a perceber
Choravam, riam, brincavam, e brigavam
Mas mesmo assim não desgrudavam

As brigas aumentaram e mariana avisou
E daquela confusão acabou que se cansou
Mariana então chorou e com tudo terminou
A saudade apertou, então de novo reatou

No começo era lindo
Mas com o tempo só estava indo
Aquele encanto do principio se perdeu
O que será que aconteceu?

O Destino quis assim, então, Mariana decidiu pelo fim
Desistiu do que sonhava, pois falar não adiantava
Mariana acreditava que aquele amor pra sempre teria
Pois na vida, casar com ele era tudo que queria

Bastava olhar nos olhos para poder sentir
Que o amor era tão grande e ainda estava ali
Não podia acreditar que tudo estava se perdendo
Mariana ficou triste pois estava sofrendo

Então Mariana resolveu não sofrer
Acreditou que seu amor poderia vencer
O amor renasceu e de novo cresceu
Tão lindo e tão forte como quando nasceu

Hoje no parque passeiam de mãos dadas
Juntos, ainda tem uma longa jornada
E aquela menina que conheceu o amor
Venceu e se abriu como se fosse uma flor

Mariana cresceu e então se casou
E foi tudo lindo como sempre sonhou
Eles eram tão jovens e cresceram juntos
Construíram o amor mais lindo do mundo

Mariana lutou, acreditou e não partiu
Não desistiu daquele amor que um dia todo mundo viu
E daquele amor de criança todos vão se lembrar
Pois amor igual aquele não se ouve mais falar.

Sabrina Mendes

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Meu dia feliz...



Acordei serena, tranqüila, calma, passei o dia no salão preparando para o grande dia.
Fui para o Ateliê era umas 19 horas, peguei carona com o meu primo que era meu fotografo e estava me acompanhando no salão. Cheguei lá e uma senhora já estava me esperando pra me ajudar a vestir, subimos e quando vi meu vestido no manequim lindoooo... Gelei... Me deu tremedeira e percebi que o meu dia tão esperado havia chegado...
Ela me ajudou a me trocar... Eu estava tremendo... Deram-me água com açúcar... Olhei no espelho e me vi ali de noiva... não estava acreditando ainda...
O Bruno começou a me fotografar, eu estava tensa e ele falava: “primaaa relaxaaa... soltaaaa...” começou a conversar comigo pra me descontrair... tiramos algumas fotos... Algum tempo depois meu celular toca, eu sabia que meu pai havia chegado pra me pegar, era oito e meia da noite, ele apertou o interfone e eu desci, nervosíssima... quando ele me viu ... nossaaa!!! os olhinhos dele brilharam, vi que ele ficou emocionado e eu também... mas me contive pra não chorar... não queria chorar nesse dia tão especial... foi ele e o meu tio me buscar... meu tio foi dirigindo... porque fiquei com medo do meu pai estar muito nervoso.... Fomos pra igreja... meu pai desceu pois iria entrar com a minha mãe e depois voltaria pra me buscar... Meu tio foi pra uma pracinha perto da igreja e ficamos dentro do carro esperando, vi muitos convidados chegando, minhas madrinhas, padrinhos, amigos porém não me viam naquele carro com aqueles vidros escuros. A minha cerimonial ligou falando que já poderíamos ir pra porta da igreja...
Chegamos à porta da igreja e vi meu amor... Ele olhou o carro e sabia que eu estava lá, mas não podia me ver... :)
Algumas amigas bateram no vidro querendo me ver mas eu não abri de jeito nenhum....elas tentavam me ver de todo jeito...
Vi meus padrinhos na fila pra entrar na igreja, alguns mandavam beijos pro carro eu observava tudo e eles nem me notavam...
Vi muita gente chegando...
De repente meu casamento ia começar... Meu tio conversava comigo pra eu não ficar nervosa e meu coração batendo a mil...
Começaram a tocar as músicas e eu ouvi... As pessoas começaram a entrar e meu coração acelerou, pronto, estava começando!
Comecei a rezar... Pedi a Deus que iluminasse a minha vida que estava começando, que aquele era o meu dia especial, mais eu não queria chorar... Queria ficar feliz e mostrar como eu estava feliz...
Entraram os padrinhos, os pais... Depois era o meu amor, o vi na porta se alongando pra entrar, acho que era pra aliviar o nervosismo... ele entrou e a porta fechou!
Meu pai veio me ajudar a descer do carro, a fotógrafa veio correndo pra fazer algumas fotos... a minha música já havia começado... eu escutei o começo da marcha nupcial... Ela parou e começou a minha música Agnus Dei, me arrumei na porta pra uma ultima foto e o cerimonial abriu...
Meuuu Deusss minha mão gelou e comecei a tremer, vi muita gente me olhando então comecei a cumprimentar todos e agradecerem por ter ido. Fiquei muito feliz de ver as pessoas, dai pra frente não ouvi mais nenhuma música, a adrenalina foi a mil... fui cumprimentando todos e vendo as carinhas sorrindo pra mim, não tinha visto o meu amor ainda... (mas me contaram que ele fez uma carinha de muita surpresa quando me viu, que hoje comprovei no vídeo, olhinhos marejados, segurando o choro) cheguei perto do altar e olhei pra ele que foi me receber ... Dei um abraço apertado no meu pai e agradeci por tudo. Meu amor me olhou e disse : “que beleza heim amor, ta linda demais!” (He He).. e eu falei: “oi amor, ta bonito heim! (He He), fomos pro altar o padre disse coisas lindas e eu prestei atenção em tudo.
Na hora de bênção das alianças eu havia combinado com o cerimonial que eu queria falar umas coisas pro meu amor então, fiz uma cola e deixei com o padre, caso eu esquecesse. O padre de repente me deu um papel e o meu amor ficou me olhando, eu virei pra ele e pra todos e disse que tinha preparado uma coisa pra falar e tinha levado cola caso eu ficasse muito nervosa e não conseguisse, mas que eu estava feliz e não precisaria do papel porque eu sabia exatamente o que eu queria falar pra ele então olhei nos olhos do meu amor enquanto ele me olhava sem entender nada e disse com todo o meu coração:
E eu que creio em Deus eu sei foi ele quem te fez pra mim...
E eu que creio em Deus eu te juro amor sem fim...
Agora meus pais serão seus pais e teus pais serão meus pais...
E de agora em diante, na dor, na alegria na juventude e na velhice, ate quando a gente tiver bem velhinhos de bengalinha, espero que sejamos um par apaixonado, um casal inseparável.
E se foi amor que nos fez caminhar na mesma direção...
E se foi amor que nos fez tomar a mesma decisão de estarmos aqui hoje, eu espero amor que nunca deixemos calar o coração porque eu nunca vou deixar calar o meu porque não vou deixar de te dizer que te amo muito...
Nesse momento a igreja inteira bateu palmas e escutei assovios, ele me abraçou e disse que também me amava com os olhinhos cheios de lágrimas...
Quando comecei a falar os olhinhos dele marejaram, assim como os meus, mas nos contivemos...
Abracei meu pai que sorria contente e ao abraçar a minha mãe eu disse: fiz o que você sempre me diz, pedi a Deus que eu não chorasse... ela me olhou e sorriu...
Olhei pra minha irmã ela chorava e sorria.. meus amigos sorriam ...eu estava feliz!

Sabrina Mendes

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Saudade...



Sinto falta de algo que não tenho mais
Sinto falta de algo que ficou pra traz
Meu coração grita desesperado por onde anda aquele meu príncipe encantado?
Coração dilacerado, encanto acabado, e você do meu lado
Você que virou o meu mundo de ponta cabeça
Trouxe-me circo, palhaçadas e caretas
Às vezes penso em partir mas não saberia aonde ir
Porque o amor ainda existe, então, por favor, não me faça triste!
Porque dói como sapato apertado, dedo furado, braço quebrado.
Como era bom aquele tempo engraçado!
Eu sei o que eu sinto, e o que eu sinto é saudade
Saudades do que a gente tinha
Saudades de quando você vinha
Do frio na barriga, de você na minha vida
E de quando a gente tinha longas despedidas
E tudo agora são lembranças de momentos atrás
Momentos estes de esperança que não voltam nunca mais...

Sabrina Mendes

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Eu sonhei...



Hoje eu tive um sonho
Onde eu sabia voar
O céu estava claro
O sol refletia no mar

Das nuvens passei perto
Voei pelo deserto
Vi cascatas vi montanhas
E também coisas estranhas

Passei por lindos vales
Conheci muitos lugares
De cultura diferente
Muito boa aquela gente

Não cansava de voar
E o coração começou a apertar
Percebi que para o ninho era hora de voltar
Pois não existe nesse mundo lugar melhor que o nosso lar...

Sabrina Mendes

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O que eu sou...

Já disseram que sou louca, mas louca eu não sou.
Só porque faço terapia e escuto Rock n’ roll?
Já estou entrando na casa dos trinta,
Com jeito de menina e não to usando cinta.
Não gosto de garfo eu como de colher,
Adoro Danoninho, mas já sou uma mulher.
Leio muitos livros e adoro maquiagem,
Olho pro espelho e vejo que é hora de massagem.
Eu trabalho o dia todo pra não ficar sem dinheiro,
E no fim de semana brinco com os cachorros o dia inteiro.
Com a minha Irmã eu dou risadas porque ela faz muita palhaçada.
No domingo não to em casa, é dia de galinhada!
Dizem que tenho cara de adolescente,
Mas na verdade eu só amo loucamente.
É verdade, eu sou mimada, mas também sou bem criada.
Se eu tô brava o meu refugio é a cabeça na almofada.
Um amigo me falou que tenho síndrome de Peter pan.
Eu entro no meu carro e escuto a rádio jovem pan.
Com 40 ou com 50 essa será sempre eu,
Possessiva e ciumenta de tudo que é meu.
A idade não importa e sim a intensidade,
Eu sou menina e sou mulher essa é a minha realidade.

Sabrina Mendes

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Fé!



Se você tem um problema que é difícil resolver,
Ajoelhe e peça a Deus pra solução aparecer.
Não basta só pedir é preciso agradecer.
A hora não importa, tarde, noite ao amanhecer.
Agradeça pela vida, pela saúde, pelo seu dia.
Não esqueça reze e ore com bastante alegria
A fé pode mover montanhas, acredite com o coração.
Deus vai te escutar e muitas bênçãos virão.
Deus dá a cada um o que agüenta segurar,
Se a vida está difícil, um propósito terá.
Tenha fé, tenha força e da vida não desista,
Clame a Deus com o coração e sempre no amor persista.
Agradeça pela família, pelos filhos e pelos amigos.
Muita luz no coração, tenha Deus sempre contigo.

Sabrina Mendes

Sim eu sou feliz!

Sim eu sou feliz, porque tenho você que sempre me contradiz.
Sim eu sou feliz, porque tenho você que sempre aperta o meu nariz.
Sim eu sou feliz, porque mesmo na minha loucura você me trata com doçura.
Sim eu sou feliz, porque você me irrita tanto que muitas vezes acaba em pranto.
Sim eu sou feliz porque quando você me abraça meu mundo deixa de ser sem graça.
Sim eu sou feliz porque você me mima e levanta a minha auto-estima.
Sim eu sou feliz porque quando estou com você mesmo estando tudo ruim eu sei que é uma fase que vai ter fim.
Sim eu sou feliz porque você entrou na minha vida e mudou a minha rotina.
Sim eu sou feliz, porque por mais que as coisas possam me desanimar eu tenho você que me faz gargalhar.
E essa felicidade toda pra sempre vai ficar enquanto você eu puder amar...

Sabrina Mendes

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Minha história de amor...

Um dia às estrelas eu pedi um presente
Que me mandasse um amor que me amasse eternamente
Eu estava cansada de tanto chorar
E um rapaz que me amasse eu queria namorar
O meu pedido ela ouviu e você tão lindo apareceu
E eu pensei em você logo que amanheceu
No primeiro instante eu olhei sem graça
Depois de alguns dias nos encontrávamos na praça
O amor foi crescendo e a gente não se desgrudou
E bem dentro de mim meu coração te guardou
Nós fomos pro parque, pro baile e pra festa
E pastel era certeza que comiamos na sexta
O amor foi crescendo e a gente noivou
Não passou nem um ano e comigo se casou
Para o sul do Brasil com você viajei
Foi a lua de mel mais linda que sonhei
O tempo passou e o amor só aumentou
Já faz mais de um ano que você me laçou
E a gente trabalha estuda e rala
Pra logo de novo fazermos as malas
Um neném ta nos planos, mas não é pra agora
Vai demorar mais um pouco, mas logo chega a hora
E a gente vai vivendo brigando e se amando, cantando e brincando
E agradeço as estrelas ter ouvindo o meu pranto, porque eu não agüentava mais chorar pelos cantos...
E hoje sou tão feliz, mais feliz que sonhei
Porque eu encontrei o amor que eu sempre procurei...

Sabrina Mendes

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Nostalgia...

Minha mãe puxava a orelha, o meu pai olhava com cara feia.
Minha mãe era minha confidente e meu pai brincava com a gente.
No natal tudo era festa com o papai e a mamãe a gente fazia seresta.
As vezes de cinto apanhava, mas isso porque com certeza eu aprontava.
Na escola eu não tinha namorado senão com meu pai eu ficaria encrencada.
Que saudades dos tempos de criança onde tudo era motivo de dança
Na escola eu sempre colava e minha irmã nas notas arrebentava.
Andava de ônibus com as compras do supermercado, ia pra escola de bicicleta com a lancheira do lado.
O ônibus estava sempre lotado, mas era divertido sonhar com o carro na garagem de casa estacionado.
E hoje eu cresci, mas papai e mamãe ainda continuam torcendo por mim.
As vezes fico nostálgica e da minha infância eu tenho saudade porque ali eu aprendi o que é a felicidade!

Sabrina Mendes

Minha contradição...

Eu sou acelerada, quero tudo ao mesmo tempo, dormir, nadar, comer e namorar.
Eu quero festa, eu quero farra , quero seu ombro de madrugada.
Eu quero ver as estrelas iluminando a noite, quero raios e trovoadas pra observar da sacada.
Se quero o sol e quero a chuva então eu tenho o arco Íris, observo da varando tomando meu café no pires.
Quero ser feliz e as vezes sou triste então culpo o amor da minha rabugice.
Eu como o sal e quero o doce, eu como o doce e quero o sal
Eu quero tudo o que é difícil, mesmo que seja o impossível.
E quem foi que disse que o impossível não é tudo que eu preciso?
Eu sou uma contradição, agindo pela emoção, as vezes mesmo sem noção.Mas o que importa mesmo é o que eu levo no coração.

Sabrina Mendes

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Não somos um só!

Todo mundo quer um amor, o amor move o mundo, acelera os corações e provocam as famosas borboletas no estômago.
O meu amor é incontrolável, imediatista, porque eu sou um ser incontrolável, eu grito, choro, brigo, esperneio, talvez assim ele olhe pra mim.
Hoje quero ser espectadora e vejo de fora um espetáculo que não é nada bonito, ele choca, afasta, machuca e ainda fico com fama de louca!!! ( dai meu lado romântico aflora e eu penso: louca de amor!!)
Se os dias são tristes é porque nós fazemos os dias tristes, não dizem que só depende de nós mesmos a nossa felicidade? Então porque faço tudo errado?
Aquela história de que somos e seremos um só, é uma conversa fiada... conversa pra boi dormir... não somos um só e nunca seremos! Eu sou eu e ele é ele, tudo bem, isso parece confuso, mas não é!!!
Eu tenho vontades próprias, tenho minhas necessidades, meus desejos e ele os dele. Eu gosto de sorvete e ele não, eu gosto de brigadeiro e ele não, ele adora academia e eu não faço nenhuma abdominal, ele curte Rock'n' roll e eu danço funk na frente do espelho.
Ele me ama e eu o amo e o que temos é uma vida em comum, essa sim é a vida real!
Esses malditos ditados românticos que nos fazem sonhar... tudo bem, eu adoro um romance e um filme de amor... mas estou descobrindo que a vida real começa onde os filmes terminam... fato!






Sabrina Mendes